Tratamento do fotoenvelhecimento com luz pulsada

A luz do sol, apesar de agradável e essencial à vida no nosso planeta, é também responsável pelo envelhecimento precoce da pele. Se não existirem cuidados diários de proteção e de cuidado com a pele, esta irá rapidamente evidenciar algumas marcas do fotoenvelhecimento. Estas marcas incluem manchas, flacidez, linhas finas, rugas, etc.

Se a sua pele tem já alguns destes sinais, não se preocupe. Ainda vai a tempo de melhorar a sua aparência. Um dos tratamentos mais interessantes para os efeitos do fotoenvelhecimento é a luz pulsada. Saiba mais sobre este método e como é que ele a pode ajudar.

fotoenvelhecimento com luz pulsadaFonte da imagem: dgmeletronica.com.br

O que é luz pulsada

A luz pulsada, ou luz intensa pulsada (LIP), é um tratamento que consiste na emissão de luz e calor através de um aparelho próprio. A produção de calor na pele, direcionado para diversos alvos, irá atuar sobre várias camadas da pele, ajudando por isso a tratar os vários problemas que caracterizam o fotoenvelhecimento.

Indicações do tratamento com luz pulsada

A luz pulsada consegue agir sobre o colagénio, os vasos sanguíneos e a melanina. Como tal, este método revela-se útil para tratar vários problemas da pele causados pelo fotoenvelhecimento. Entre as várias indicações do tratamento com luz pulsada para o fotoenvelhecimento destacamos as seguintes:

– rugas finas
– rosácea (saiba mais em “Tratamento da rosácea com luz pulsada”)
– alterações da textura da pele
– lesões solares crónicas
– poiquilodermia (lesões cutâneas no pescoço e colo)
– manchas solares
– olheiras (saiba mais em “Tratamento das olheiras com luz pulsada”)
– vasos faciais

Além deste tratamento ter várias indicações no que a lesões da pele diz respeito, a luz pulsada é ainda adequado para vários tipos de pele. Assim, pessoas com peles brancas (mais ou menos sensíveis) e morenas, podem utilizar este método sem problemas. Já no caso de peles mais escuras, devido ao seu alto teor de melanina, o risco de complicações é maior.

Como funciona o tratamento com luz pulsada

Como referimos em cima, para se realizar um tratamento com luz pulsada é necessário um aparelho específico que irá gerar luz com vários comprimentos de onda, produzindo assim o calor que irá atuar sobre as várias camadas da pele. Este tratamento pode gerar algum desconforto e dor, que na maioria dos casos é facilmente suportável. Já em casos menos comuns, onde a sensibilidade é grande, pode ser usado uma anestesia tópica para ajudar a amenizar esse desconforto.

No que diz respeito ao número de sessões de luz pulsada para o fotoenvelhecimento, depende do objetivo do tratamento. Assim, relativamente ao tratamento de flacidez e rugas, onde o alvo é o colagénio, o número de sessões necessárias para alcançar os resultados pretendidos é geralmente de seis.

Já no caso de vasos e manchas, onde o alvo são os vasos sanguíneos e a melanina, o número de sessões recomendado é de quatro. Naturalmente que estes valores podem variar, consoante cada caso. O período de intervalo entre cada sessão deve ser de 21 a 30 dias.

Para que os resultados obtidos com este tratamento com luz pulsada para o fotoenvelhecimento se mantenham após as sessões, é essencial a adoção de hábitos de proteção e cuidados com a pele. Estes incluem:

– uso de proteção solar com FPS mínimo 30, com reaplicações várias ao longo do dia;

– evitar a exposição solar nas horas entre as 11h30 e as 16h;

– hidratar-se convenientemente;

– hidratar todos os dias a pele com um hidratante adequado.

Partilhar