Depilação na Gravidez – Cera quente ou fria

Ao contrário do que algumas pessoas possam pensar, não é por estar grávida que uma mulher tem menores cuidados com o seu corpo e com a sua estética.

Afinal, gravidez não é doença, e uma mulher grávida é tão linda quanto qualquer outra. Como tal, a grávida deve continuar a ter os mesmos cuidados com o seu cabelo, as suas unhas, e claro, a sua depilação.

Uma das dúvidas que é comummente colocada é sobre qual a melhor cera na gravidez: a cera quente ou fria? Saiba a resposta a essa pergunta.

Depilação na Gravidez

Cera quente ou fria – depilação na gravidez

Na realidade, os cuidados a ter com a depilação na gravidez não são diferentes do método utilizado com mulheres não grávidas. Tirando tratamentos como o laser ou a foto depilação, os restantes podem ser feitos por qualquer mulher, esteja ou não à espera de filho. Dessa forma, a escolha do tipo de cera está relacionada com a zona a depilar e com a sensibilidade de cada mulher.

Sendo a cera fria mais útil para pelos pequenos, logo ela é mais utilizada nas pernas e coxas, já que a mulher não gosta de deixar o pelo crescer em demasia para o tirar. Já a cera quente, que tem a capacidade de abrir mais os poros e assim permitir a saída mais fácil do pelo, é mais utilizada em zonas sensíveis como o buço, as axilas ou as virilhas.

Para as mulheres com a pele um pouco mais sensível, podem ainda ser usadas ceras com princípios ativos (como por exemplo aloé vera) para suavizar e hidratar a pele. Como vê, nada de diferente da depilação a cera habitual.

Apesar da escolha da cera quente ou fria ter a sua utilidade para a depilação de uma gestante, nada é mais importante que a segurança e a saúde da mulher. Assim, é essencial que existam vários cuidados básicos de higiene durante a depilação na gravidez.

Saiba mais sobre os cuidados a ter no nosso artigo Cuidados a ter com a depilação na gravidez e verifique se a clínica de estética onde costuma ir os seguem.

Partilhar