Depilação Cera Quente

Muitas dúvidas surgem assim que se fala sobre a depilação com cera quente, ora são os benefícios que esta trás, ora são os efeitos secundários que recaem sobre o corpo num futuro próximo. Para tirar todas essas dúvidas, vamos deixar aqui algumas indicações que necessita saber antes de iniciar um tratamento com este método.

A Depilação com Cera Quente

A primeira coisa a reter é que a cera ao ser aplicada no corpo, tem um efeito superficial, ou seja, não tem qualquer efeito positivo ou negativo sobre o que está abaixo da epiderme, ou seja, para aquelas pessoas que acham que a cera quente vai causar varizes ou mesmo romper alguns vasos sanguíneos, podem agora ficar descansadas pois isso não acontecerá, já que os efeitos da cera não vão passar pela epiderme.

Outra das dúvidas é sobre a flacidez que pode surgir depois de um uso intensivo deste tipo de tratamento, principalmente onde a pele é mais fina (como no buço ou sobrancelha). Mais uma vez a pessoa pode ficar completamente descansada, pois isso não acontecerá. A flacidez é causada através do enfraquecimento das fibras de colagénio e elastina, que ficam abaixo da epiderme, logo nunca serão atingidas durante o processo de depilação com cera quente.

A depilação com cera quente pode ser usada por pessoas com problemas de pele ou mesmo alergias, pelo simples facto de que o material de que estas são feitas não têm qualquer efeito nocivo e são completamente anti-alérgicos. No entanto é importante ter o cuidado de não trazer exposição solar após o tratamento de depilação directamente no seu corpo, pois isso poderá causar um escurecimento da pele ou mesmo o surgimento de manchas.

É ainda importante referir que em comparação com a depilação com cera fria, esta é muito menos dolorosa, já que a cera quente actua como relaxante da pele, dilatando os poros, facilitando assim com que o seu pêlo saia com menos dor, e mais facilmente.

Partilhar