Como depilar zona genital feminina

Apesar de toda a fragilidade da zona genital feminina, não existe qualquer problema em proceder à sua depilação, desde que seja feita com o devido cuidado para não causar problemas no futuro. Por um lado a depilação da zona genital feminina está intimamente ligada à higiene pessoal, já que a eliminação dos pelos presentes nesta zona podem evitar imensos problemas de saúde, mas ao mesmo tempo a depilação está também ligada a uma questão de estética, por sinal, muito apreciada por parte do sexo masculino que fomenta ainda mais o desejo sexual por parte do companheiro.

No entanto, tal como referido, é importante ter muito cuidado assim que proceder à depilação já que é uma zona muito sensível e que pode trazer imensos problemas, no caso de a depilação não ser feita da melhor forma.

Se optar por fazer a depilação com cera, seja quente ou fria, é muito importante ter a certeza que o material usado seja completamente esterilizado para evitar contágios ou mesmo alergias. No caso de utilizar a cera quente, é ainda importante ter em atenção a temperatura da mesma, já que demasiado quente pode mesmo magoar uma zona, pois a pele e a resistência da mesma nesta zona do corpo é muito menor do que na maioria das outras zonas do corpo. Apesar de todos os cuidados necessário, este é talvez o melhor método para a depilação para a maioria das mulheres. Contudo, se tiver oportunidade pode também optar pela depilação a laser, com os devidos cuidados, assim evitará estar constantemente a necessitar de proceder à depilação para manter a sua zona genital limpa e bonita para o seu companheiro.

Actualmente a depilação da zona genital feminina está dividida em duas opções muito práticas: a depilação da virilha – caracterizada pela eliminação dos pelos na zona da virilha para a possibilidade do uso do bikini na praia; a depilação completa – caracterizada pela eliminação dos pelos na zona da virilha, região pubiana e ânus.

Partilhar